Alexei Nikolsky/Pool Photo via AP
Alexei Nikolsky/Pool Photo via AP

Putin inaugura linha férrea que liga a Rússia continental à Crimeia

A União Europeia, por sua vez, denunciou o que chamou de uma nova violação da soberania e integridade  territorial da Ucrânia pela Rússia

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2019 | 17h27

MOSCOU - O presidente russo, Vladimir Putin, inaugurou nesta segunda-feira, 23, a ferrovia que liga a Rússia continental à Península da Crimeia, anexada por Moscou em 2014 em meio a um conflito com a Ucrânia.

“É um evento agradável e muito importante para a Crimeia (...), para o sul da Rússia e para todo o nosso país”, afirmou Putin durante a cerimônia de abertura.

Em um tom muito diferente, a União Europeia denunciou o que chamou de uma nova violação da soberania e integridade  territorial da Ucrânia pela Rússia.

“A ligação ferroviária é mais um passo para uma integração forçada da península ilegalmente anexada pela Rússia e para o isolamento da Crimeia da Ucrânia, da qual continua a fazer parte”, afirmou o porta-voz do chefe das Relações Exteriores da Europa, Josep Borrell.

A UE acrescentou que a conexão ferroviária exige uma ponte que “restringe a passagem de navios pelo estreito de Kerch até os portos ucranianos no Mar de Azov”.

Putin fez a primeira travessia da ponte de 19 quilômetros na cabine da locomotiva, junto com o motorista do trem.

A seção de rodovia da ponte foi inaugurada em maio de 2018, quando Putin atravessou o estreito dirigindo um caminhão.

A construção da ponte ficou a cargo da empresa do bilionário Arkadi Rotenberg, parceiro de judô de Putin.

A Rússia anexou a Península da Crimeia em março de 2014 após um referendo rejeitado por Kiev e o Ocidente. Essa anexação foi seguida por um conflito entre as forças separatistas ucranianas e pró-Rússia, ainda em andamento, que deixou mais de 13 mil mortos./AFP 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.