Putin inaugura último trecho russo de oleoduto com a China

Estrutura levará entre 30 e 50 milhões de toneladas de petróleo russo aos chineses

Efe

29 de agosto de 2010 | 06h51

MOSCOU - O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, inaugurou neste domingo, 29, o último lance em território russo do oleoduto que levará entre 30 e 50 milhões de toneladas de petróleo russo até o litoral chinês do Pacífico.

Putin, que realiza uma viagem pelo Extremo Oriente russo e neste domingo estava na localidade de Skovorodino, lembrou que ainda faltam 930 quilômetros de encanamentos para a parte chinesa.

"Mas estou absolutamente convencido de que já este ano o petróleo russo começará a chegar à China", asseverou o primeiro-ministro, citado pelas agências russas.

O oleoduto transportará 30 milhões de toneladas de petróleo e sua posterior ampliação aumentará a provisão para 50 milhões de toneladas.

"Para nós é um projeto muito importante, já que diversificará a exportação de nossa matéria-prima estratégica", disse Putin.

Até agora as principais exportações de petróleo russo eram voltadas para a Europa, que recebe entre 120 e 130 milhões de toneladas de petróleo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.