Putin não descarta concorrer à presidência em 2012

O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, declarou hoje que "pensará no caso" de concorrer à presidência de seu país em 2012, recusando-se a descartar a possibilidade de retornar ao Kremlin. "Vou pensar no caso. Há tempo suficiente", declarou o chefe de governo ao ser questionado durante um programa de televisão se disputaria a presidência daqui a três anos, quando termina o mandato de Dmitry Medvedev.

AE, Agencia Estado

03 de dezembro de 2009 | 11h09

Há intensa especulação na Rússia de que Putin, que foi presidente entre 2000 e 2008 e ainda é visto como um poderoso líder, estaria planejando seu retorno à presidência em 2012. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaPutinpresidência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.