Putin nomeia nacionalista como representante da Rússia na Otan

O presidente russo, Vladimir Putin,nomeou um aguerrido nacionalista como representante permanenteda Rússia junto à Organização do Tratado do Atlântico Norte(Otan), no momento em que Moscou adota uma posição maisassertiva em relação à aliança militar ocidental, sua inimigadurante a Guerra Fria. O Kremlin anunciou na quinta-feira que Putin assinou umdecreto nomeando Dmitry Rogozin, ex-líder de um partidonacionalista no Parlamento, para o cargo. Rogozin defende o rearmamento da Rússia para conter asuposta ameaça da Otan. No mês passado, ele disse que, se fosseindicado, iria defender os interesses da Sérvia em Kosovo etratar da questão do futuro escudo antimísseis dos EUA naEuropa. A Rússia vê a Otan com grande desconfiança, especialmentepor causa da expansão do bloco para leste, o que seria, segundoela, uma estratégia dos EUA e das maiores potências européiaspara reduzir a influência de Moscou. Em seus oito anos de governo, Putin aumentou os gastosmilitares, e no mês passado alertou que a Rússia não ficaráindiferente à "exibição de músculos" da Otan perto de suasfronteiras. Rogozin nasceu em uma família militar moscovita e estudoujornalismo na Universidade Estatal de Moscou. Ele disse em dezembro à rádio Echo Moskvy que a Otan e aRússia têm muito a cooperar, mas que ele adotaria uma linha dedefesa intransigente dos interesses russos. "O principal motivo do meu trabalho é a proteção dosinteresses nacionais da grande potência que eu represento",afirmou. "Se os interesses nacionais desta grande potênciaforem ameaçados por qualquer um, lutarei contra isso, acima detudo, com meios diplomáticos." Rogozin, que diz falar inglês, francês, espanhol, italianoe checo, era representante de Putin nas negociações com a UniãoEuropéia (UE) a respeito do status de Kaliningrado, um encraverusso entre Polônia e Lituânia, dois países da UE. Rogozin substitui Konstantin Totsky, que estava no cargodesde março de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.