Mikhail Klimentyev/AP
Mikhail Klimentyev/AP

Putin: novas sanções ameaçam processo de paz na Ucrânia

Putin disse que as novas sanções ameaçam o processo de paz na Ucrânia; segundo ele, a Rússia vai retaliar caso isso sirva para os interesses da economia do país

Estadão Conteúdo

12 de setembro de 2014 | 14h21

A Rússia está considerando medidas retaliatórias contra as sanções impostas por países do Ocidente, mas vai impor penalidades apenas depois de estudar suas implicações, afirmou o presidente russo, Vladimir Putin, segundo a agência de notícias russa Interfax.

Putin disse que as novas sanções ameaçam o processo de paz na Ucrânia. Segundo ele, a Rússia vai retaliar caso isso sirva para os interesses da economia do país. O governo de Moscou já proibiu importações de alimentos de países que puniram a Rússia, o que acabou alimentando a inflação.

Os comentários foram feitos logo depois de os EUA anunciarem uma expansão das sanções contra a Rússia, restringindo o acesso a empréstimos de longo prazo para os maiores bancos russos, incluindo o Sberbank. Mais cedo a União Europeia também implementou sua lista de punições ampliadas.

No início desta semana o consultor econômico de Putin, Andrei Belousov, disse que a Rússia poderia responder introduzindo limites para a importação de carros usados da Europa e de outros bens de consumo. Separadamente o ministro da Economia da Rússia, Alexei Ulyukayev, alertou que o governo pode adotar "medidas protetoras" contra produtos ucranianos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.