Putin ordena que Exército realize treinamento reforçado

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou nesta quinta-feira que forças militares no leste do país realizassem um exercício intenso para testar seu preparo.

Estadão Conteúdo

11 de setembro de 2014 | 10h33

Este é o segundo maior exercício de presteza de combate do Exército russo desde junho, quando o conflito no leste da Ucrânia já era intenso. Naquela época, os exercícios, na região de Volga e nos Montes Urais, envolveram 60 mil tropas. Em maio, Rússia e China realizaram um exercício naval conjunto no mar do Leste da China.

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse na televisão estatal nesta quinta-feira que o "alerta de combate" no distrito militar no leste foi emitido às 10h (horário local, 3h em Brasília). A região circunda a maior parte dos territórios no leste, incluindo aqueles na fronteira com a China e o Japão.

Segundo agências de notícias russas, Shoigu afirmou que o exercício de sete dias vai testar a defesa da fronteira marítima russa. Como parte do treinamento, a frota russa do Pacífico vai combater um suposto ataque naval inimigo.

Na quarta-feira, Putin acusou o Ocidente de usar a crise na Ucrânia para revigorar a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e afirmou que Moscou vai refletir sobre uma resposta à decisão da aliança de criar uma força de "liderança" de rápida reação para proteger o Leste Europeu. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
RússiaUcrâniaVladimir Putin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.