Putin pede aprovação para usar força militar na Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, solicitou formalmente aprovação parlamentar para o uso de forças militares na Ucrânia, informou neste domingo o gabinete de imprensa de Putin.

Agência Estado

01 de março de 2014 | 11h56

A aceitação do pedido é dada como certa, já que no sábado as duas casas do Parlamento russo apelaram para que o presidente tomasse "todas as medidas" necessárias" para conter a crise ucraniana.

A solicitação de Putin não especificou a quantidade de tropas que seriam deslocadas para a ação, mas a Rússia já conta com milhares de soldados na região da Crimeia, onde tem uma grande base naval em Sevastopol. O documento tampouco esclarece se as forças militares atuariam também em outros pontos na Ucrânia ou apenas na Crimeia, península rebelde aliada da Rússia que tenta conquistar maior independência dos novos líderes ucranianos pró-União Europeia.

O pedido diz somente que a Rússia usaria força militar "até a normalização da situação político-social" do país vizinho. Putin citou a ameaça à vida dos cidadãos russos que vivem na Crimeia.

No sábado, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia acusou o governo de Kiev de tentar desestabilizar a região. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
UCRÂNIARÚSSIACRIMEIATROPAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.