Putin promete a Bush investigar assassinato de jornalista

O presidente da Rússia Vladimir Putin, prometeu nesta segunda-feira ao chefe de Estado americano, George W. Bush, que fará uma investigação a fundo do assassinato da jornalista russa Anna Politkovskaya."Putin ressaltou que as forças de segurança farão todos os esforços necessários visando uma investigação objetiva da trágica morte da jornalista Anna Politkovskaya", informou o Kremlin após uma conversa telefônica entre os dois presidentes.Politkovskaya, uma das vozes mais críticas à política do Kremlin na Chechênia e aos abusos cometidos contra os civis, foi assassinada no sábado no elevador do prédio em que morava, em Moscou.O assassinato da jornalista, agraciada com numerosos prêmios por seu trabalho, foi criticado por várias organizações internacionais. O presidente dos Estados Unidos também se disse "consternado" pelo assassinato de Politkovskaya, lembrando que a jornalista "nasceu em Nova York, em uma família de diplomatas soviéticos"."Pedimos às autoridades russas que façam uma investigação exaustiva e enérgica para que o assassino seja levado aos tribunais", afirmou Bush.Politkovskaya tinha dito em várias ocasiões que recebia ameaças de morte dos serviços secretos russos, do Exército e de outras agências de segurança do Estado por suas críticas em artigos e livros.A publicação Novaya Gazeta, para o qual a jornalista escrevia, ofereceu 25 milhões de rublos (quase US$ 1 milhão) de recompensa em troca de informação sobre o assassino.Anna Politkovskaya, que nasceu em 1958, será enterrada na terça-feira no cemitério Troyekurovskoye da capital russa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.