Putin promete mais e melhores armas para a Rússia

Depois de duas falhas no lançamento de mísseis durante manobras militares amplamente divulgadas, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou planos para criar uma nova geração de armas estratégicas e disse que Moscou poderá desenvolver novas defesas antimíssil. Alguns analistas disseram que as novas armas poderão ser ogivas que fazem ziguezague a caminho do alvo, uma idéia originária da era soviética. Putin falou depois de assistir ao lançamento de um satélite do Cosmódromo de Plesetsk, parte do maior exercício de forças estratégicas russas em 20 anos.As novas armas serão ?capazes de atingir alvos a continentes de distância com velocidades hipersônicas, alta precisão e a habilidade de ampla manobra em termos de altitude e direção de vôo?, afirmou.Referindo-se à afirmação americana de que o sistema antimíssil em desenvolvimento dos EUA não têm a Rússia como alvo, Putin disse que ?da mesma maneira, o desenvolvimento de nossas novas armas não é dirigido contra os Estados Unidos?. Acrescentou: ?A Rússia moderna não tem ambições imperiais, nem anseios hegemonistas?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.