Putin ratifica acordo sobre redução de armas nucleares

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ratificou um amplo acordo com os Estados Unidos para a redução dos arsenais nucleares dos dois países. O Tratado de Moscou, assinado em maio de 2002 por Putin e pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, exige que cada país reduza seus arsenais em dois terços até 2021, quando russos e americanos poderão ter entre 1.700 e 2.200 ogivas cada.Críticos do acordo, porém, alegam que seu alcance é limitado, pois permite que os dois países apenas guardem ogivas, ao invés de destruí-las.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.