Putin se opõe a novas sanções ao Irã, diz porta-voz

O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, se opõe ao uso da força e a novas sanções ao Irã, segundo Dmitry Peskov, seu porta-voz. Peskov disse que Putin fez os comentários durante um encontro hoje com especialistas estrangeiros em Rússia. Ele citou o primeiro-ministro dizendo que o país não tem razão para duvidar de que o programa nuclear do Irã, alvo de controvérsia internacional, é apenas pacífico.

AE-AP, Agencia Estado

11 de setembro de 2009 | 11h00

Putin afirmou que o uso da força "não resolverá o problema" e prejudicará toda a região. Ainda segundo o porta-voz, para o primeiro-ministro russo as sanções não teriam o efeito desejado. Teerã diz que seu programa nuclear tem apenas fins pacíficos, como a produção de energia. Já países como Estados Unidos e Israel afirmam que há um programa secreto iraniano para produção de armas nucleares.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaIrãPutinsanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.