Putin se reúne com Bush, mas não promete tropas

A eventual contribuição da Rússia com tropas para a estabilização do Iraque dependerá do conteúdo da nova resolução que os Estados Unidos encaminharão ao Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Isso foi o que o presidente russo, Vladimir Putin, disse ao presidente dos EUA, George W. Bush, nas reuniões mantidas com ele na sexta-feira à noite e hoje, na casa de verão de Camp David, Estado de Maryland.Em entrevista conjunta à imprensa após a cúpula, Putin afirmou que "o grau, a extensão e o nível" da participação da Rússia na reconstrução do Iraque serão determinados após a definição dos "parâmetros da nova resolução" - cujo principal objetivo é o envio de uma força multinacional ao país. O texto inicial dos EUA não agradou à França, Alemanha e Rússia, entre outros membros do CS que defendem um maior papel para a ONU e a rápida devolução da soberania aos iraquianos.Em busca de apoio, os EUA fizeram uma concessão esta semana. O secretário de Estado, Colin Powell, anunciou na sexta-feira a fixação de um prazo de seis meses para a redação da nova Constituição para o Iraque.Apesar de os EUA não terem obtido contribuições importantes de outros países em tropas, Bush garantiu não estar desapontado, admitiu haver "diferenças" com a Rússia, mas disse esperar um acordo para uma "resolução satisfatória".Bush e Putin concordaram em que o Irã tem de cumprir suas obrigações em relação ao tratado de não proliferação nuclear e exortaram as autoridades desse país a atender as exigências de amplas inspeções de seu programa, para verificar se suas usinas atômicas são apenas para fins pacíficos. Eles também conclamaram a Coréia do Norte a pôr fim a seu programa nuclear.A Síria, membro do Conselho de Segurança da ONU, recebeu bem o fato de os EUA terem fixado o prazo de seis meses para formular uma nova Constituição para o Iraque. O chanceler Faruk al-Sharaa disse hoje tratar-se da primeira "demonstração de boa vontade" dos EUA no Iraque.

Agencia Estado,

27 de setembro de 2003 | 20h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.