Pavel Golovkin/Associated Press
Pavel Golovkin/Associated Press

Putin vai criar comitê para investigar envenenamento de Navalni, diz primeiro-ministro italiano

Líder-opositor russo está internado em hospital na Alemanha desde o mês passado, após passar mal durante voo; segundo publicação, estado de saúde de Navalni apresenta melhora

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2020 | 04h52

ROMA - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse ao primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte que vai montar um comitê para investigar o envenenamento do líder-opositor Alexei Navalni.  

Navalni, um crítico proeminente de Putin, está em tratamento em um hospital de Berlim após passar mal em um voo doméstico no mês passado. A Alemanha afirmou que ele foi envenenado por um agente químico tóxico. A Rússia disse que não existem evidências de que Navalny foi envenenado. 

"O presidente Putin me garantiu (em conversa recente) que a Rússia pretende esclarecer o que aconteceu e que irá montar uma investigação para colaborar com as autoridades alemãs", disse Conte em uma entrevista ao jornal Il Foglio

"Colaboração é a melhor forma de evitar que esse evento dramático afete negativamente as relações entre a União Europeia e a Rússia", completou Conte.

A revista Der Spiegel divulgou nesta quinta-feira, 10, que o estado de saúde de Navalni apresentou melhora e que ele voltou a falar. Ainda de acordo com a publicação, é provável que ele lembre de detalhes do que aconteceu. "O depoimento dele pode ser perigoso para as pessoas por trás do ataque", diz a revista.

A proteção policial no hospital foi reforçada na expectativa de que Navalni receba mais visitas após a melhora de seu quadro clínico./REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.