Pyongyang abre contas no YouTube e Twitter

COREIA DO NORTE

, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2010 | 00h00

O regime do ditador norte-coreano, Kim Jong-il (foto), intensificou a propaganda estatal ao abrir uma conta no Twitter e um canal de vídeos no YouTube - sites aos quais a população não tem acesso. Mais de 80 vídeos já foram colocados no YouTube, enquanto no Twitter há apenas 11 entradas com links de reportagens produzidas pela imprensa estatal. Os vídeos e textos fazem críticas aos EUA e à Coreia do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.