Pyongyang acelera desmantelamento nuclear, diz EUA

Os Estados Unidos afirmaram hoje que a Coréia do Norte acelerou o desmantelamento do reator nuclear que ameaçava reativar no país. Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack, todas as medidas até então tomadas para retomar a produção já foram desfeitas. McCormack se referia à planta de reprocessamento de plutônio de Yongbyon. Citando funcionários norte-americanos que estão na Coréia do Sul, o porta-voz afirmou que já foram removidas 60% das barras de plutônio do reator. Esse material poderia ser usado na produção de bombas nucleares. "Há ainda trabalho a ser feito", apontou o funcionário. A Coréia do Norte concordou no sábado pelo fim de desarmamento, após os Estados Unidos retirarem o país de uma lista de nações promotoras do terrorismo. Os Estados Unidos e outras nações oferecem um pacote de incentivo para que Pyongyang renuncie a suas pretensões nucleares.Na terça-feira, a Coréia do Norte liberou a presença de inspetores das Nações Unidas em suas instalações nucleares. Um diplomata que atua em Viena familiarizado com o trabalho da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmou que uma equipe de três inspetores trabalha no país desde a terça-feira. A Coréia do Norte realizou um teste de explosão nuclear em 2006. Depois o país concordou em encerrar suas atividades, em troca de um pacote com incentivos no setor energético e também de ajuda em outros setores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.