Pyongyang acusa EUA e Coreia do Sul de ataques virtuais

A Coreia do Norte alega que os Estados Unidos e a Coreia do Sul estão por trás da queda temporária da internet que ocorreu no país nesta semana. No entanto, especialistas afirmam que é muito cedo para determinar o que aconteceu.

AE, Agência Estado

15 de março de 2013 | 06h01

Estrangeiros em Pyongyang informaram que ficaram sem acesso à internet na quarta e na quinta-feira. Com sede em Bangcoc, a empresa que opera a internet da Coreia do Norte confirmou um ataque cibernético, mas disse que as redes já voltaram ao normal na sexta-feira.

A Coreia do Sul nega a acusação e os militares dos EUA se recusaram a comentar. Um especialista em segurança disse que as investigações sobre ataque cibernéticos podem levar meses, e que hackers individuais devem ser os prováveis responsáveis pela ação.

Apenas um pequeno número de norte-coreanos tem permissão para navegar rede mundial de computadores. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
COREIA DO NORTECOREIA DO SULINTERNET

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.