Pyongyang cria área militar na fronteira do Mar Ocidental

Exército norte-coreano diz que criou área para fazer frente a provocações da Coreia do Sul

Efe,

21 de dezembro de 2009 | 13h41

A Coreia do Norte anunciou hoje a criação de uma zona de manobras militares na disputada linha fronteiriça do Mar Ocidental (Mar Amarelo), onde em novembro foi registrado um enfrentamento naval com a Coreia do Sul, informou a agência sul-coreana "Yonhap".

 

Um porta-voz do Exército norte-coreano afirmou que a zona de manobras tem como objetivo fazer frente às "provocações" militares da Coreia do Sul, país acusado por Pyongyang de realizar explosões submarinas perto da fronteira marítima.

 

O porta-voz, segundo a "Yonhap", disse que será considerada área para manobras militares "em tempos de paz" as águas dentro da linha de demarcação fixada unilateralmente por Pyongyang em 1999 e que adentra pelo sul da fronteira marítima estabelecida no fim da Guerra da Coreia (1950-53).

 

As forças navais e a artilharia controlada pelo Exército norte-coreano poderão disparar nas águas reivindicadas pelo regime da Coreia do Norte. Segundo o porta-voz norte-coreano, os navios pesqueiros e militares da Coreia do Sul deverão tomar medidas de proteção nessas águas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.