AFP PHOTO/KCNA VIA KNS
AFP PHOTO/KCNA VIA KNS

Fotos de satélite indicam que Pyongyang estaria preparando desfile militar antes de Jogos de Inverno

Imagens feitas pela empresa Planet mostram retiradas de tropas de tanques e outros veículos motorizados na base aérea de Mirim, ao leste da capital norte-coreana

O Estado de S.Paulo

18 Janeiro 2018 | 04h10
Atualizado 18 Janeiro 2018 | 08h41

SEUL - Fotos de satélite divulgadas nesta quinta-feira, 18, mostram preparativos militares perto de Pyongyang, corroborando informações de que a Coreia do Norte realizará um grande desfile militar um dia antes do início dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang.

+ Pyongyang e Seul formarão equipe única para participar dos Jogos Olímpicos de Inverno

As imagens, feitas pela empresa Planet durante vários dias entre 26 de dezembro e 12 de janeiro, mostram grandes desdobramentos e retiradas em ordem de tropas de tanques e outros veículos motorizados na base aérea de Mirim, ao leste da capital norte-coreana.

+ Análise: Kim Jong-un lança uma ofensiva de charme olímpica

As fotos confirmariam o que foi antecipado na véspera pelo site especializado nknews.org, que teve acesso a convites enviados pelo Ministério do Exército da Coreia do Norte a agregados militares e a vários representantes das embaixadas estrangeiras em seu país para participar das "comemorações" no dia 8 de fevereiro.

A data antecede a abertura dos Jogos de Inverno, que serão realizados no condado sul-coreano de Pyeongchang, onde a Coreia do Norte desfilará sob uma bandeira única com a Coreia do Sul, em um importante gesto de aproximação anunciado na quarta-feira.

O Exército Popular da Coreia foi formado oficialmente no dia 8 de fevereiro de 1948. A data foi feriado nacional até 1978, quando o líder e fundador nacional Kim Il-sung decidiu mudar o "Dia da Fundação do Exército" para 25 de abril, data na qual estabeleceu sua guerrilha para lutar contra a ocupação japonesa em 1932.

No entanto, dado que este ano marca o 70.º aniversário da "transformação do Exército Popular da Coreia em forças armadas nacionais revolucionárias", de acordo com o convite enviado por Pyongyang, o regime parece ter a intenção dar destaque à data novamente.

Alguns analistas acreditam que um grande desfile na véspera dos Jogos Olímpicos prejudicaria a melhora dos laços e a redução das tensões após os acordos alcançados para a Coreia do Norte participar do evento esportivo. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.