Pyongyang se desculpa com Pequim por queda de avião

Na última terça-feira, avião da Coreia do Norte, com um desertor, caiu na China quando se dirigia à Rússia

Efe

20 de agosto de 2010 | 05h35

PEQUIM - A Coreia do Norte pediu desculpas a Pequim pela queda do caça norte-coreano em solo chinês na última terça-feira, e assegurou que o acidente aconteceu por "problemas mecânicos", informou o jornal Xin Beijing, que descartou que o piloto quisesse desertar à Rússia.

"China e República Popular Democrática da Coreia (RPDC) chegaram a um acordo sobre como tratar o assunto", informou o jornal, citando "fontes pertinentes do governo".

Na última terça-feira, um caça norte-coreano se acidentou na China e causou a morte de seu piloto, e segundo afirmou então a agência sul-coreana Yonhap, o piloto poderia ter se perdido ao se dirigir à Rússia para desertar, já que Moscou, ao contrário de Pequim, não tem acordos de repatriação com a Coreia do Norte.

A agência chinesa Xinhua informou que o acidente aconteceu na província nordeste de Liaoning, e o avião atingiu uma casa, mas não matou chineses, enquanto o piloto faleceu no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.