Pyongyang se diz aberta ao diálogo de programa nuclear

A Coreia do Norte se declarou hoje disposta a participar de uma "forma específica e reservada de diálogo" para solucionar o impasse em torno de seu programa nuclear bélico. Nota da chancelaria norte-coreana divulgada pela agência estatal de notícias do país descarta a realização de negociações multilaterais, declaradas "mortas" por um diplomata norte-coreano na semana passada. "Uma tentativa de negociação multilateral que não aborde a essência do assunto não ajudará a aliviar a tensão. É uma forma específica e reservada de diálogo que é capaz de resolver a situação atual", informa a nota, sem fornecer mais detalhes.

AE, Agencia Estado

27 de julho de 2009 | 09h54

Analistas afirmam que, com a declaração, a Coreia do Norte tenha se manifestado aberta a dialogar com os Estados Unidos, apesar de Washington rejeitar a possibilidade de negociar de outra forma que não seja multilateralmente, no âmbito de um processo diplomático que também envolve China, Coreia do Sul, Japão e Rússia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteEUAprograma nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.