Pyongyang sugere que Rússia esvazie embaixada

O governo norte-coreano sugeriu, nesta sexta-feira, que a Rússia considere a hipótese de esvaziar sua embaixada em Pyongyang em razão das tensões na península coreana, informou um diplomata russo.

Agência Estado

05 de abril de 2013 | 09h36

"Um representante do Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Norte sugeriu que a Rússia examine a possibilidade de retirar seus funcionários da embaixada russa", disse um porta-voz da representação diplomática. Na quinta-feira a Rússia criticou as ações tomadas pelo governo norte-coreano.

Também nesta sexta-feira, a Alemanha convocou o embaixador da Coreia do Norte no país para expressar suas "preocupações muito sérias" sobre a recente decisão do país de retomar seu programa nuclear, revelou um porta-voz do ministério.

"As recentes medidas de intensificação...não são de forma alguma aceitáveis pelo governo federal", disse Andreas Peschke, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores alemão durante coletiva de imprensa regular, em Berlim.

Na terça-feira, a Coreia do Norte anunciou que iria retomar os trabalhos em seu único reator nuclear para produzir mais plutônio para a fabricação de armas atômicas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteRússiaAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.