Pyongyang vai tirar Japão de negociação nuclear

A Coréia do Norte prometeu hoje excluir o Japão das negociações que visam a pôr fim aos programa nucleares norte-coreanos, numa aparente reação à recusa de Tóquio de contribuir para um pacote de ajuda econômica para o regime comunista. "Não vamos tratar o Japão como uma das partes das discussões nem negociar com o país, mesmo se seus representes aparecerem imprudentemente nas reuniões", disse um porta-voz do ministério de Relações Exteriores da Coréia do Norte. Representantes de seis países - China, Rússia, Coréia do Sul e Estados Unidos, além da Coréia do Norte e Japão - preparam-se para se reunir nesta segunda-feira em Pequim para discutir o assunto. Há um impasse nas negociações relacionado à verificação do modo como a Coréia lida com seus programas nucleares. A Coréia já havia feito alertas semelhantes ao Japão antes, mas os japoneses continuaram comparecendo às negociações. Representantes do ministério de Relações Exteriores japonês não foram encontrados para comentar o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.