Qatada volta a ser preso e poderá ser deportado

As autoridades britânicas voltaram ontem a prender o clérigo islâmico Abu Qatada e anunciaram que retomarão o processo de deportação do religioso para a Jordânia, onde ele foi condenado por envolvimento em uma série de atentados ocorridos há mais de uma década. O radical - considerado por Osama bin Laden seu "braço direito na Europa" - havia sido solto em fevereiro após uma corte europeia rejeitar a decisão da Justiça britânica de deportá-lo. Os jordanianos prometem um novo julgamento do clérigo.

O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.