Quadrilha de traficantes mexicanos põe anúncio em jornal

O tráfico de drogas resolveu adotar uma tática considerada "inovadora" no México. Uma violenta gangue conhecida como "A Família" bancou um anúncio de meia página em jornais no qual se clamam vigilantes anti-crime que desejam parar a onda de seqüestros, roubos e a venda de metanfetaminas no oeste do estado de Michoacan, informaram as autoridades mexicanas nesta quinta-feira. Autoridades mexicanas atribuem à organização a pecha de ser aliado do cartel do tráfico de drogas do Goldo do México, além de serem acusados de ser responsáveis, no passado, por assassinatos sangrentos, como o ocorrido no último dia 6 de setembro, quando um homem armado assassinou e mutilou os corpos de cinco pessoas em um bar na cidade de Uruapan, no oeste de Michoacan. Além destas vítimas mutiladas, outras foram encontradas, sempre acompanhadas por cartas escritas à mão. Aparentemente, esta é a primeira vez que o grupo apela a anúncios de jornais para se comunicar com a população. O jornal El Sol of Morelia, com sede a 135 milhas da Cidade do México, confirmou que o anúncio foi publicado na edição da última quarta-feira. "Nossa única razão para existir é porque amamos nosso Estado e não vamos permitir que a dignidade de nossa população seja atingida", dizia o anúncio, assinado pela "Família Michoacan". Além disso, a peça publicitária diz que "esta organização foi formada com a firma intenção de lutar contra o crime descontrolado no nosso estado. Estamos crescendo e novos membros estão chegando vindos de todas as partes do Estado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.