Quarteto para Oriente Médio reúne-se em Washington

Encontro tem o objetivo de redigir uma declaração novas negociações entre israelenses e palestinos

Efe,

11 de julho de 2011 | 00h58

WASHINGTON - Os enviados do Quarteto para o Oriente Médio se reunirão na segunda-feira, 11, em Washington a pedido da chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, para tentar desbloquear as negociações entre israelenses e palestinos antes de setembro.

 

A reunião do Quarteto (EUA, Rússia, União Europeia e ONU) tem o objetivo de redigir uma declaração que sirva de marco para que israelenses e palestinos voltem à mesa de negociação.

 

"Os enviados, entre os quais se espera que esteja a própria Catherine Ashton, se reunirão e compararão notas sobre onde se encontram, para tentar traçar um caminho, disse na sexta-feira a porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland.

 

A agência federal ofereceu poucos detalhes sobre a reunião e não confirmou por enquanto a presença da secretária de Estado, Hillary Clinton.

 

Por sua vez, Ashton indicou que quer enviar "um sinal forte" a ambas as partes antes de setembro, quando a Palestina prevê pedir à Assembleia Geral da ONU sua "aceitação" como membro de pleno direito com base nas fronteiras de 1967, ou seja, com Faixa de Gaza e os territórios ocupados da Cisjordânia e Jerusalém Oriental.

 

A alta representante europeia de Política Externa opina que o Quarteto deve aproveitar o discurso do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no dia 19 de maio, no qual propôs que as negociações sejam retomadas tomando como base essas fronteiras de 1967, mas com as remodelações que forem acertadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.