Quase 500 imigrantes africanos chegam à Espanha

Um total de 456 imigrantes ilegais, procedentes do Senegal, chegaram hoje ao sul da ilha espanhola de Tenerife a bordo de seis embarcações, informaram à EFE fontes oficiais.Na sexta-feira, 195 imigrantes ilegais chegaram ao sul de Tenerife a bordo de outros três barcos.Todas as embarcações procediam do Senegal e nenhum dos imigrantes precisou de atendimento médico, já que estavam em boas condições de saúde, segundo fontes da delegação do Governo espanhol nas Ilhas Canárias.Os barcos foram localizados ao longo de todo o dia por patrulheiros do serviço de Salvamento Marítimo e da Guarda Civil, Polícia militarizada encarregada da vigilância de fronteiras e marítima.Diante da chegada em massa de imigrantes, mais de 50 funcionários da Cruz Vermelha trabalham praticamente 24 horas por dia para atender os imigrantes no porto de Los Cristianos, no sul de Tenerife.As Ilhas Canárias, situadas em frente às costas saarianas, são há anos o destino principal da imigração ilegal procedente do Marrocos, da Mauritânia e de outros países situados mais ao sul.A Cruz Vermelha instalou no dique de Los Cristianos um hospital de campanha com todo o equipamento médico necessário para qualquer urgência.Além disso, há dois abrigos pertencentes à Autoridade Portuária que recebem os recém-chegados e fornecem a eles cobertores, sapatos, roupas íntimas, calças, camisas, bebida e comida para recuperar os níveis de glicemia, segundo a Cruz Vermelha.O delegado do Governo nas Canárias, José Segura, anunciou hoje que na próxima semana começarão a funcionar patrulhas mistas da Espanha e da Mauritânia para vigiar o trânsito ilegal de imigrantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.