Quatro atentados no Afeganistão matam pelo menos 30

O meio-irmão do presidente do Afeganistão afirmou que pelo menos 30 pessoas morreram em quatro atentados suicidas em Kandahar, no sul do país. Ahmed Wali Karzai, um membro do Conselho Provincial de Kandahar, afirmou que o principal alvo dos ataques da noite deste sábado (hora local) era uma prisão, mas nenhum preso escapou.

AE-AP, Agencia Estado

13 de março de 2010 | 15h52

Em junho de 2008, um suicida se explodiu perto de uma prisão e de um posto de controle. Com isso, centenas de prisioneiros conseguiram fugir, muitos deles supostos insurgentes.

Karzai, o meio-irmão do presidente Hamid Karzai, disse que uma segunda explosão ocorreu perto da sede da polícia. Há ainda, segundo ele, vários feridos. O oficial de polícia Mohammad Nahim informou que pelo menos quatro policiais morreram nos ataques. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.