Quatro macedônios são assassinados no Afeganistão

O Ministério de Relações Exteriores da Macedônia confirmou neste sábado o assassinato de quatro cidadãos do país que foram seqüestrados há uma semana no sul do Afeganistão. "Os corpos dos macedônios foram encontrados ontem (sexta) e as mortes foram confirmadas no hospital de Kandahar. Os corpos estão agora em Cabul e estamos trabalhando para que sejam transferidos o mais rápido possível para a Macedônia", disse Emili Kirijas, secretário de estado do Ministério de Relações Exteriores da Macedônia. Kirijas acrescentou que as autoridades macedônias receberam a confirmação da informação do ministério do Exterior do Afeganistão e da Alemanha. As vítimas, Sabit Tahiri, Besim Aliu, Fadil Zenuni e Jorzan Fidani, eram da etnia albanesa e trabalhavam no Afeganistão para a empresa alemã Ecolog. Os quatro foram seqüestrados no último sábado com quatro cidadãos afegãos quando iam da província de Helmand para Cabul. A imprensa afegã informou no dia 14 de março que os talibãs assumiram a morte dos quatro estrangeiros seqüestrados, porque disseram que eles "espionavam para os soldados americanos na região". Os cidadãos afegãos seqüestrados com os macedônios foram libertados um dia antes. Segundo dados das autoridades macedônias, cerca de mil cidadãos do país balcânico trabalham no Afeganistão e no Iraque.

Agencia Estado,

18 Março 2006 | 19h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.