Harish Tyagi / EFE
Harish Tyagi / EFE

Quatro pessoas morrem de calor em trem na Índia

Vítimas viajavam em vagões sem ar condicionado, nas classes mais baratas; temperatura no norte do país alcançou entre 45ºC e 50ºC nas últimas semanas

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2019 | 10h53

NOVA DÉLHI - Quatro passageiros de um trem morreram em razão do calor extremo no norte da Índia, que nas últimas semanas alcançou entre 45ºC e 50ºC, disseram autoridades ferroviárias nesta terça-feira, 11.

Os passageiros iniciaram seu trajeto na tarde de segunda-feira em Agra, cidade onde está localizado o Taj Mahal, e seguiam para Coimbatore, no sul do país. Eles viajavam em vagões sem ar condicionado, nas classes mais baratas.

"Quando o trem se aproximava de Jhansi (200 km ao sul de Agra), recebemos um telefonema da tripulação a bordo, indicando que um dos passageiros tinha perdido a consciência", disse Ajit Kumar Singh, porta-voz da companhia ferroviária.

"Enviamos uma equipe médica para a estação, mas descobriram que três dos passageiros já estavam mortos", explicou ele. Uma quarta vítima acabou morrendo no hospital. "O calor parece ter sido um fator", disse Singh. O termômetro atingiu 47°C na segunda-feira nesta região.

Um passageiro que estava entre os viajantes disse à imprensa local que o vagão se transformou em uma espécie de forno.

"Pouco depois de deixar Agra, o calor se tornou insuportável e as pessoas começaram a se queixar de problemas respiratórios e a se sentir mal", afirmou o homem, citado pela emissora News18. "Antes que eles pudessem obter ajuda, desmaiaram." / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Índia [Ásia]calor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.