Quatro soldados canadenses são mortos no Afeganistão

Quatro soldados canadenses foram mortos e oito ficaram feridos hoje, em dois ataques separados a bomba no Afeganistão, informou o general mais graduado do Canadá, Jonathan Vance, comandante das tropas do país em território afegão. "O sucesso na guerra custa caro", afirmou ele, durante coletiva de imprensa na cidade de Kandahar. Hoje foi um dos dias mais mortíferos para o país norte-americano desde que a presença militar canadense começou no Afeganistão, em 2002.

AE-AP, Agencia Estado

20 de março de 2009 | 20h40

"Nós estamos determinados a vencer para que as vidas do afegãos melhorem, mas os insurgentes também estão determinados em nos desafiar e evitar que o Afeganistão floresça como nação", disse. Em um dos incidentes, a explosão de uma bomba no distrito de Zhari, ao oeste de Kandahar, matou dois soldados e deixou cinco feridos. Vance afirmou que um intérprete afegão também foi morto.

No outro incidente, a explosão de uma bomba colocada à beira de uma estrada, no distrito de Shah Wali Kot, matou dois soldados e deixou três feridos. As mortes elevaram para 116 o total de soldados canadenses mortos no Afeganistão desde 2002. Atualmente, o país tem 2.500 soldados em território afegão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.