Quatro turistas franceses seqüestrados no Iêmen

Quatro turistas franceses foram seqüestrados no sudeste do Iêmen por homens armados, membros de tribos locais, de acordo com a Embaixada francesa no país árabe. Os quatro foram capturados enquanto se dirigiam para a cidade portuária de Áden, de acordo com o chefe-adjunto da missão diplomática, Denis Douveneau.Autoridades iemenitas dizem que os seqüestradores, da tribo al-Abdullah, executaram o seqüestro na província de Shabwa. Este é o mais recente caso numa série e crimes contra estrangeiros que vem embaraçando o governo de Sanaa perante a comunidade internacional. "Recebemos um telefonema de um dos reféns e ele nos disse que estão sendo bem tratados, e estão saudáveis, física e psicologicamente", declarou o diplomata francês.Os franceses seqüestrados estavam num comboio de turistas estrangeiros quando homens armados da tribo al-Abdullah bloquearam a passagem dos veículos e retiraram os reféns, de acordo com autoridades dos serviços de segurança iemenitas, que pediram para não ser identificados.Anciões da tribo estão negociando com os seqüestradores, que exigem a libertação que quatro colegas que foram presos há seis meses.Membros da mesma tribo estiveram por trás do seqüestro de um ex-diplomata alemão, em dezembro de 2005. JuergenChrobog, a mulher e três filhos foram soltos dias depois, sem ferimentos. Em janeiro, cinco turistas italianos também foram capturados por seqüestradores e soltos quando os criminosos se viram encurralados pelas autoridades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.