AFP PHOTO / Vyacheslav OSELEDKO
AFP PHOTO / Vyacheslav OSELEDKO

Queda de avião de carga deixa ao menos 37 mortos no Quirguistão

Aeronave da operadora de carga turca ACT Airlines tentou aterrissar sob forte neblina e atingiu vilarejo perto da cabeceira da pista

O Estado de S. Paulo

16 Janeiro 2017 | 08h30

BISHKEK - Um avião de carga turco caiu nesta segunda-feira, 16, próximo ao aeroporto de Manas, no Quirguistão, matando ao menos 37 pessoas, a maioria moradores de um vilarejo atingido pelo Boeing 747 ao tentar aterrissar sob forte neblina, disseram autoridades do Quirguistão.

Também há pelo menos oito feridos que foram internados em hospitais da capital, segundo o ministro da Saúde, Talantbek Batyraliyev, citado pela agência de notícias "AKpress news". O aeroporto foi fechado enquanto os trabalhos de resgate são realizados.

De acordo com a administração do aeroporto, o avião faria uma escala em Manas, perto da capital Bishkek, na rota de Hong Kong para Istambul. A aeronave caiu ao tentar aterrissar em condições ruins de visibilidade por volta das 7h31 (23h30 de domingo em Brasília).

O avião avançou no solo por algumas centenas de metros pelo vilarejo, se reduzindo a pedaços e danificando cerca de 15 edificações. Estimativas iniciais colocam o número de mortos no acidente em 37, de acordo com o ministério de emergências do Quirguistão.

Autoridades identificaram inicialmente o Boeing 747-400 como pertencente à Turkish Airlines, mas a operadora de carga turca ACT Airlines disse ser proprietária da aeronave. "Nosso avião assinado TC-MCL, voando em 16 de janeiro de Hong Kong para Bishkek, caiu ao aterrissar em Bishkek no final da pista por uma razão desconhecida", informou a ACT Airlines em comunicado enviado por e-mail.

"Mais informações serão divulgadas a respeito de nossa equipe de quatro pessoas quando tivermos informações claras". / REUTERS e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.