Queda de avião em exibição mata 3 e fere 56 nos EUA

A queda de um avião sobre a plateia durante uma exibição na cidade de Reno, nos Estados Unidos, no fim da tarde de ontem, matou três pessoas e deixou ao menos 56 feridas. A aeronave da Segunda Guerra Mundial era pilotada pelo veterano Jimmy Leeward, de 74 anos, que está entre os mortos.

AE, Agência Estado

17 Setembro 2011 | 09h04

Autoridades afirmam que, aparentemente, a causa do acidente foi uma falha mecânica no avião P-51 Mustang, que pode atingir uma velocidade de mais de 800 quilômetros por hora. Algumas testemunhas dizem que o piloto evitou uma tragédia maior, ao impedir que a aeronave caísse sobre um setor da arquibancada que estava mais cheio. Os organizadores do evento afirmaram que Leeward era muito experiente e estava em boas condições de saúde.

Após o acidente de ontem, as outras disputas do evento foram canceladas e o Conselho Nacional de Segurança dos Transportes investiga o ocorrido. Dentre os mais de 50 feridos, 15 foram levados para hospitais da região em estado grave. O governador de Nevada, Brian Sandoval, disse que os hospitais precisam de sangue e encorajou a população a doar.

O campeonato nacional de corridas aéreas leva milhares de pessoas todos os anos para Reno, para ver aviões militares e civis competirem. A Administração Federal de Aviação e os organizadores do evento passam meses preparando as corridas, inclusive com treinos para os pilotos. Mas já houve acidentes antes. Em 2007 e 2008 quatro pilotos morreram no evento. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
avião queda mortes Reno EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.