Queda de avião mata ao menos 9 na República Democrática do Congo

Pelo menos nove pessoas morreram nesta segunda-feira quando um avião bimotor caiu enquanto tentava pousar na cidade oriental congolesa de Goma em meio ao mau tempo, afirmou o governo.

Reuters

04 de março de 2013 | 17h00

Não ficou imediatamente claro quantas pessoas estavam a bordo do Fokker 50, operado pela companhia aérea doméstica CAA. O voo estava chegando da cidade de Lodja, na província central de Kasai-Oriental.

Um porta-voz do governo disse que, como o avião estava transportando carga, não estava com sua capacidade total de 50 passageiros.

A CAA não quis comentar.

A República Democrática do Congo tem um dos piores registros de segurança aérea do mundo. Tem havido numerosos acidentes em Goma, a principal cidade no leste, onde a pista não foi totalmente reparada após uma erupção vulcânica em 2002 que a deixou coberta de lava.

"No momento, contamos nove mortos, entre passageiros e tripulantes", disse o porta-voz do governo Lambert Mende.

"Ninguém em terra morreu. O avião caiu em um espaço vazio, e por causa da chuva, não havia ninguém por perto. Foi muita sorte", acrescentou.

Um repórter da Reuters no local viu quatro corpos retirados dos destroços do avião, que estava em vários pedaços.

As autoridades locais disseram que pelo menos três pessoas sobreviveram ao acidente.

O avião caiu sob forte chuva em uma área residencial perto de escritórios do governo e uma base usada por forças de paz da Organização das Nações Unidas (ONU).

Mende disse que o avião estava em boas condições: "Foi um Fokker 50 ... eu teria tomado (o avião) muitas vezes eu mesmo."

Tudo o que sabemos sobre:
CONGOAVIAOQUEDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.