Queda de avião mata dez pessoas na Argentina

A queda de um pequeno avião particular neste sábado, no pampa argentino, matou seus dez ocupantes, entre os quais Agostino Rocca, o presidente da empresa Techint - um dos mais importantes grupos econômicos do país, com negócios em várias partes do mundo - e Germán SopeÏa, destacado jornalista do diário La Nación, informou a Força Aérea. O presidente Fernando de la Rúa expressou seu "pesar" pelas vítimas.Rocca, SopeÏa e outros seis passageiros, além dos tripulantes, tiveram morte instantânea quando a aeronave, um Cessna Gran Caravan, caiu sobre os campos inundados por recentes chuvas em Roque Pérez, a cerca de 200 km da capital argentina, Buenos Aires. Rocca presidia a Techint, cuja principal fonte de recursos está relacionada com a fabricação de tubos de aço para a indústria petrolífera. SopeÏa era secretário de redação do La Nación.O aparelho havia decolado poucos minutos antes do aeroporto Don Torcuato, próximo a Buenos Aires, e se dirigia a Trelew, no sul do país, em vôo comercial. Segundo o secretário de Segurança da província de Buenos Aires, Ramón Verón, a nave pode ter tido problemas em seu motor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.