Queda de avião militar líbio na Tunísia deixa 11 mortos

Segundo fontes militares, a aeronave caiu após uma falha técnica

O Estado de S. Paulo,

21 de fevereiro de 2014 | 09h27

Foto: Anis Mili/Reuters

TÚNIS - Pelo menos 11 pessoas morreram nesta sexta-feira, 21, na queda de um avião militar líbio na região de Grombalia, 60 quilômetros a noroeste da capital da Tunísia, Túnis, segundo uma fonte militar líbia e a imprensa tunisiana.

No avião, um Antonov 26, viajavam seis pessoas da tripulação e um grupo de doentes que estavam sendo levados para a Tunísia para receber assistência médica. O subsecretário do Ministério líbio dos Mártires, Sheik Meftah Daouadi, também estava no avião e morreu, informaram autoridades do país.

Daouadi cuidava de famílias de soldados mortos na Líbia em 2011 e participo da revolta que derrubou o ditador Muamar Kadafi. Não ficou claro se ele era um dos doentes a bordo ou se estava acompanhando o grupo.

Segundo uma fonte militar líbia, o avião caiu devido a um falha técnica. Um dos motores do aparelho começou a pegar fogo e a tripulação não conseguiu controlar o fogo, explicou a fonte. De acordo com uma agência estatal de notícias, o piloto tentou pousar em uma fazenda, mas não conseguiu./EFE e REUTERS

 
Tudo o que sabemos sobre:
Tunísiaqueda de avião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.