Queda de avião no Quirguistão matou ao menos 71

A porta-voz do governo do Quirguistão, Roza Daudova, disse que pelo menos 71 pessoas morreram e 24 sobreviveram no acidente com um avião que tinha pelo menos 90 a bordo que caiu hoje pouco depois de decolar do principal aeroporto do Quirguistão, na Ásia Central, segundo informaram as autoridades locais e dos Estados Unidos. Ela disse que entre os sobreviventes estavam sete dos 27 membros do time de basquete de uma escola da capital Bishkek.O Boeing 737, pertencente à companhia Itek Air, caiu perto do aeroporto de Bishkek, onde fica localizada uma base militar norte-americana. Segundo fonte do aeroporto, a tripulação comunicou um problema técnico cerca de 10 minutos depois que o avião decolou rumo a Teerã, capital do Irã. A aeronave teria tentado retornar, mas caiu a cerca de 10 quilômetros do aeroporto. O porta-voz do Ministério de Situações de Emergência do Quirguistão, Ramis Satybekov, disse que a queda do avião provavelmente foi provocada por um mau funcionamento no seu sistema de controle de vôo. Daudova, no entanto, disse o motivo do acidente foi uma descompressão na aeronave. Pelo menos 14 pessoas resgatadas do avião em chamas foram hospitalizadas, duas delas em condições críticas, disse Yelena Bayalinova, porta-voz do Ministério de Saúde do Quirguistão. O major Damian Pickart, da base americana, disse que enviou ambulâncias e equipamentos de combate ao fogo em resposta a um pedido de ajuda do governo local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.