Queda de avião que combatia incêndio nos EUA mata 4

Um avião militar de carga caiu durante o combate a um dos vários focos de incêndio que atingem o oeste dos Estados Unidos. A família de um dos tripulantes declarou nesta segunda-feira que autoridades militares disseram que apenas dois dos seis ocupantes sobreviveram.

AE, Agência Estado

02 de julho de 2012 | 20h20

A Guarda Aérea Nacional da Carolina do Norte informou que o avião caiu no domingo, após jogar retardador de fogo sobre as Black Hills, em Dakota do Sul. As causas do acidente estão sendo investigadas.

O acidente forçou os oficiais da colocar em solo toda a frota de oito aviões C-130, de combate ao fogo, no momento em que os Estados do oeste lutam contra os mais destrutivos incêndios já registrados.

"Obviamente houve mortos", disse o tenente-coronel Robert Carver, da Guarda Aérea Nacional da Carolina do Norte. "Estamos gratos com o fato de haver sobreviventes."

Carver negou-se a divulgar o número de mortos, mas confirmou que alguns tripulantes sofreram ferimentos graves.

A família do tenente-coronel Paul Mikeal disse que foi informada na manhã desta segunda-feira sobre sua morte. O sogro de Mikeal, Ronald Partridge, disse que oficiais militares disseram à família que apenas duas pessoas sobreviveram.

As aeronaves C-130 da Força Aérea podem ser equipadas para despejar 11.350 litros de água ou retardador de fogo em segundos. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAColoradoincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.