Queda de helicóptero americano no Iraque deixa 13 mortos

As Forças armadas dos Estados Unidos informam que um helicóptero americano caiu a nordeste de Bagdá, matando todas as 13 pessoas a bordo. Nenhuma informação sobre as causas da queda foi divulgada, mas o Exército não realçou no comunicado, como de costume, que o aparelho não foi abatido por forças hostis, deixando em aberto a possibilidade de ele ter sido derrubado.Na região em que ocorreu o incidente, na província de Diyala, é intenso o enfrentamento entre tropas americanas e milícias insurgentes. Outros três militares americanos morreram em outros episódios ao longo do dia, o que elevou para 16 o número de baixas entre as tropas dos EUA no sábado. Forças de emergência já garantem a segurança da área onde se deu a queda, diz uma breve nota emitida pelos militares, acrescentando que o incidente está sob investigação.O pior acidente aéreo sofrido por forças americanas no Iraque ocorreu em março 26 de janeiro de 2005, quando um helicóptero de transporte de marines caiu durante uma tempestade de areia no oeste do país, matando 31 militares. Desde o início da guerra, em 2003, dezenas de helicópteros americanos caíram no Iraque. Parte deles foi derrubada por milícias iraquianas. Em janeiro passado, uma outra aeronave americana caiu perto de Talafar, no norte do Iraque, e todos os seus 12 ocupantes morreram. Em 2005, a queda de um helicóptero no oeste do país deixou 31 mortos.Com as baixas de hoje, já são 2.046 os militares americanos mortos no Iraque nos últimos quatro anos. Ainda neste sábado, mais de dez morteiros foram lançados contra escritórios do governo em Kerbala, cidade sagrada para xiitas. No momento do ataque, milhares de pessoas se concentravam em algumas ruas para participar de uma festa religiosa, mas ninguém ficou ferido. No sul de Bagdá, cerca de cem soldados iraquianos e seis helicópteros americanos participaram de uma operação na qual foram mortos 15 suspeitos de ligação com grupos insurgentes sunitas.Em Khalis, 80 km ao norte de Bagdá, o promotor-geral xiita da cidade foi morto a tiros, assim como um civil.Um ataque com morteiro contra uma mesquita sunita no norte de Bagdá deixou três mortos e 15 feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.