Queda de helicóptero mata nove no Afeganistão

Um helicóptero da força internacional de paz no Afeganistão caiu quando tentava aterrissar num bairro industrial nos arredores de Cabul, perto do aeroporto, matando sete soldados da força e duas crianças afegãs que estavam em terra, disse o porta-voz militar britânico da força, major Gordon Mackenzie. Segundo o chefe da polícia de Cabul, Bashir Salangi, os soldados a bordo do helicóptero eram alemães. Na Alemanha, o ministério da Defesa informou que o helicóptero, um Sirkosky CH-53, pertencia ao Exército alemão. Até o fim do dia de hoje (pelo horário local) a causa da queda era desconhecida, segundo o porta-voz da força de paz. Uma testemunha ocular disse ter visto quando o helicóptero se incendiava antes de cair. "Olhei para cima e vi chamas no helicóptero, que pendeu para o lado esquerdo e caiu entre os edifícios", disse Mohammed Mousa, que trabalha na área. Não há indícios de que algo tenha sido disparado contra a aeronave. A força internacional de paz cercou imediatamente a área. Mackenzie disse não saber por que saía fumaça do helicóptero, que caiu a cerca de dois quilômetros do aeroporto e não se incendiou. A força internacional de paz tem 4.800 militares baseados na capital afegã, que tem 2,5 milhões de habitantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.