Queda de ônibus em barranco mata 28 pessoas no México

Entre os mortos há 13 homens, 13 mulheres e duas crianças; outras cinco pessoas estão feridas

Efe,

20 de maio de 2008 | 03h06

A queda de um ônibus em um barranco matou 28 pessoas no estado de Hidalgo, no centro do México, informou a Defesa Civil. Segundo Miguel García Conde, diretor do órgão, o coletivo caiu de uma altura de aproximadamente cem metros. Inicialmente, o funcionário havia divulgado 21 mortes e que dez pessoas tinham sofrido ferimentos. Porém, horas depois, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Hidalgo disse que 28 pessoas morreram e que cinco ficaram feridas no acidente. Enrique Rojas, porta-voz da SPP, explicou à Efe que mais sete corpos foram achados durante as manobras para a remoção do veículo, que seguia de Huejutla para Pachuca. Entre os mortos há 13 homens, 13 mulheres e duas crianças. Até o momento, apenas o cadáver do motorista foi identificado. Ainda de acordo com o porta-voz, o coletivo saiu da pista quando um dos pneus estourou. As pessoas feridas na queda foram levadas para diferentes hospitais da região por ambulâncias da Cruz Vermelha e de outras instituições.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicoacidenteônibustrânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.