Queda de pequeno avião mata dois tripulantes na Austrália

Piloto avisou a torre de controle que aeronave perdia altitude e precisaria fazer um pouso de emergência

Efe,

15 de junho de 2010 | 04h09

SYDNEY, AUSTRÁLIA - Fontes policiais indicam que dois tripulantes de um pequeno avião morreram na segunda-feira, 14, após a queda do aparelho perto de um colégio em Sydney.

"Neste momento, acreditamos que pelo menos duas pessoas viajavam a bordo", diz à imprensa australiana o superintendente da polícia metropolitana, Ray King.

O pequeno avião, que partiu do aeroporto de Bankstown, no sudoeste de Sydney, se aproximou perigosamente de um colégio e várias casas antes de colidir com um poste de luz e se incendiar.

"Milagrosamente, nem as casas nem o colégio foram danificados pelo acidente", assinalou King, que explica que o avião voltava ao aeroporto após realizar um curto voo.

Vários veículos sofreram danos no acidente, enquanto um carro fez uma arriscada manobra para evitar um choque com o aparelho, que arrancou vários postes de eletricidade.

A escola e as casas da área foram evacuadas temporariamente por conta do rastro de combustível deixado pelo pequeno avião.

Sete pessoas, incluindo três crianças, tiveram que ser atendidos em um hospital local devido a crises nervosas.

Antes do acidente, o piloto do pequeno avião falou com a torre de controle do aeroporto de Bankstown, para informar que estava perdendo altitude e teria que fazer uma aterrissagem de emergência.

Tudo o que sabemos sobre:
avião, queda, Austrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.