Quênia acredita que reféns de shopping foram resgatados

As autoridades do Quênia anunciaram há pouco que acreditam que todos os reféns que estavam em um shopping center de alto padrão em Nairóbi desde sábado foram resgatados, mas afirmaram que as forças de seguranças quenianas ainda estão fazendo buscas para garantir que nenhum refém foi deixado para trás.

AE, Agência Estado

24 Setembro 2013 | 03h01

Nesta segunda-feira, as forças de segurança reforçaram o cerco ao shopping em um esforço para libertar os reféns que ainda estavam dentro do centro comercial. No início da operação, tiros e explosões aconteceram acompanhados por uma nuvem negra de fumaça no ar.

As autoridades quenianas disseram que as forças de segurança conseguiram libertar quase todos os civis, mas se recusou a dar um

panorama atual. "Nós acreditamos que todos os reféns foram libertados. É uma situação que precisa ser confirmada", explicava uma mensagem na conta de Twitter do Centro de Operações de Desastres do governo queniano, acrescentando que os soldados estavam vasculhando o prédio para confirmar que todos os reféns foram resgatados.

O governo não resolveu o que acontecerá com os responsáveis pelo atentado. Enquanto isso, começaram a surgir detalhes sobre os responsáveis pela invasão. Uma mulher com aparência caucasiana e um lenço na cabeça disparou contra compradores no Westgate Mall com um rifle. Os demais ainda não foram identificados. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
quêniaatentadoresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.