Carlos Garcia Rawlins/Reuters
Carlos Garcia Rawlins/Reuters

''Quero Chávez bem para enfrentá-lo em 2012'', diz opositor

Para Henrique Capriles, governador de Miranda, presidente venezuelano está usando doença para aumentar popularidade

, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2011 | 00h00

CARACAS

Um dos oposicionistas mais cotados para desafiar Hugo Chávez, nas eleições presidenciais de 2012, o governador de Miranda, Henrique Capriles, disse ontem esperar a recuperação plena do presidente venezuelano. Ele o quer saudável para enfrentá-lo na votação do ano que vem. Para o opositor, o mistério sobre a saúde do presidente pode ser um artifício para aumentar sua popularidade e capital político.

"Há muita desinformação", disse. "Imagino Chávez de volta dizendo que a imprensa estrangeira e a oposição queriam a sua morte."

Capriles, de 38 anos, comanda o segundo Estado mais populoso do país e é o favorito para vencer as primárias da oposição, marcadas para fevereiro do ano que vem. Chávez está em Cuba desde o dia 8. A versão do governo é de que ele passou por uma cirurgia para retirada de um abcesso pélvico. Rumores divulgados na imprensa venezuelana, no entanto, indicam que ele estaria com câncer de próstata.

"Quero que Chávez se recupere. A mudança na Venezuela deve ser com votos", acrescentou Capriles. "Quero ele bem e saudável para enfrentá-lo."

Ainda segundo o governador, Chávez pretende usar o desfile de 5 de julho, bicentenário da independência venezuelana, para protagonizar um "regresso triunfal" ao país. "Ele quer se mostrar um homem que vence a doença e as piores situações porque é uma pessoa com características especiais", declarou.

Otimismo oficial. No governo, ministros e auxiliares do presidente seguem com o discurso de que ele está bem e deve voltar em breve ao país. O ministro da Defesa Carlos Mata Figueroa disse que Chávez está em pronta recuperação. A deputada Cilia Flores, do Partido Socialista Unificado da Venezuela (PSUV), garantiu que o presidente vem dando instruções "enérgicas" à legenda desde Cuba.

"O Exército está pedindo a Deus que ele se recupere logo", afirmou o ministro. A deputada lembrou que o presidente "tem o direito de se recuperar plenamente." Na cúpula do Mercosul, que começa na quarta-feira, Chávez será representado pelo chanceler Nicolás Maduro. / AP e REUTERS

Motim carcerário

A Guarda Nacional da Venezuela retirou ontem o quinto corpo do presídio de El Rodeo II, onde cerca de mil presos rebelados resistem ao cerco de policiais. O motim começou há 11 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.