Quinze rebeldes tâmeis morrem em combates no Sri Lanka

Um soldado cingalês também morreu nas últimas 24 horas em combates nas principais frentes de batalha

EFE

01 de março de 2008 | 03h55

Pelo menos 15 rebeldes tâmeis e um soldado cingalês morreram nas últimas 24 horas em combates nas principais frentes de batalha entre a guerrilha tâmil e o Exército do Sri Lanka, informou o Ministério da  Defesa do país. Quatro membros da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) perderam a vida ontem em uma operação do Exército no conflituoso distrito de Mannar (norte), durante a qual um soldado que tinha sido gravemente ferido pelos tâmeis também morreu, segundo a nota. Em outra das frentes de batalha, o distrito de Vavuniya, outros quatro "terroristas" morreram em confrontos com o Exército. E em Jaffna, que fica no extremo setentrional da ilha, as tropas cingalesas mataram sete rebeldes e destruíram cinco bunkers da guerrilha. O Exército informa diariamente da morte de dezenas de combatentes inimigos, mas as partes carecem de confirmação independente, já que os jornalistas não têm acesso às frentes de batalha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.