Quito quer nacionalizar petroleiras estrangeiras

EQUADOR

, O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2010 | 00h00

A Assembleia Nacional do Equador começou ontem a discutir um projeto que expropria as operações de petroleiras estrangeiras que atuam no país a menos que elas assinem contratos aumentando o controle do governo do presidente Rafael Correa (foto) sobre o setor. A lei deve ser aprovada 25 de julho. A proposta substitui os contratos de partilha de produção entre empresas e governo, transformando-as em prestadoras de serviços.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.