Quito recebe primeiros governantes para a posse de Correa

Pelo menos cinco chefes de Estado devem chegar neste domingo ao Equador para participar, na segunda-feira, da cerimônia na qual Rafael Correa assumirá oficialmente a Presidência do Equador.Para domingo, se espera a chegada dos presidentes Evo Morales (Bolívia), Nicanor Duarte (Paraguai), Michele Bachelet (Chile) e Mahmoud Ahmadinejad (Irã), além de outras delegações que participarão da cerimônia na sede do Parlamento.Correa, esquerdista de 43 anos, receberá na segunda-feira a faixa presidencial das mãos do atual governante, Alfredo Palacio, com quem colaborou como ministro da Economia durante os primeiros 106 dias da administração que está por terminar.Também são aguardadas as presenças do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de Daniel Ortega (Nicarágua) e de Alan García (Peru).Ainda neste domingo, o presidente eleito receberá o Bastão de Comando da província de Cotopaxi, o centro andino do Equador, que será entregue por indígenas no povoado de Zumbahua.Evo Morales e seu colega da Venezuela, Hugo Chávez, que chegará à cidade de Latacunga, serão as testemunhas da cerimônia indígena que acontecerá em Zumbahua, que também deverá ter a participação do governante iraniano Mahmoud Ahmadinejad.Zumbahua, situada a 3.600 metros de altitude, cerca de 160 quilômetros ao sudoeste de Quito, acolheu Correa em sua juventude, quando ele era catequista.Os atos começarão com uma missa presidida pelo pároco salesiano Luis Ricchiardi. Depois, as autoridades do país, junto com as delegações internacionais, retornarão a Quito para visitar a Capela do Homem, criada pelo pintor Oswaldo Guayasamín, e preparar-se para a celebração oficial de posse desta segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.