Radiação afeta 40% dos peixes de Fukushima

Mais de 17 meses depois do tsunami que provocou um vazamento nuclear em Fukushima, no Japão, a região ainda sofre. Pelo menos 40% dos peixes não são comestíveis por apresentarem níveis excessivos de radioatividade.

O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2012 | 03h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.