Radiação em submarino russo incendiado 'não é ameaça'

O nível de radioatividade em torno do submarino nuclear russo, que sofreu um incêndio quando estava em manutenção na cidade de Rosliakovo, no noroeste do país, foi declarado normal e não representa "uma ameaça para a população", informou hoje o Ministério de Situações de Emergência.

AE (AP), Agência Estado

30 de dezembro de 2011 | 05h07

"Os parâmetros estão variando em uma faixa de radiação natural. Não há ameaças para a população", assegurou o ministério, em um comunicado. Na noite de quinta-feira, um andaime pegou fogo ao redor do submarino, e logo o incêndio se espalhou para o casco, que continuou em chamas nesta sexta-feira. Contudo, segundo as autoridades russas, tudo está "sob controle".

Tudo o que sabemos sobre:
submarinoradioatividadeRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.