Radicais recebem os corpos de islamitas executados em Bali

A Indonésia decidiu transportar em helicóptero os cadáveres dos três executados

EFE,

09 de novembro de 2008 | 06h05

Centenas de radicais islâmicos se concentraram, neste domingo, nos povoados dos três réus executados esta madrugada na Indonésia pelos atentados de Bali de 2002 para receber seus corpos entre apelos à guerra santa e vaias à Polícia. Cerca de 500 pessoas se reuniram em Tenggulun (Java, sudoeste do país), a localidade natal dos dois irmãos fuzilados, Amrozi e Ali Gufron, informaram vários meios de imprensa locais. Os fundamentalistas entraram em choque com agentes antidistúrbios quando o helicóptero aterrissou no povoado, vindo do presídio de Nusakambangan, com os restos mortais de ambos. Em Serang, o povoado de Java onde mora a família de Imame Samudra, o terceiro islamita fuzilado, também aconteceram cenas de tensão durante o funeral. A Indonésia decidiu transportar em helicóptero os cadáveres dos três executados para evitar uma procissão por terra que atraísse seguidores dos extremistas.

Tudo o que sabemos sobre:
indonésiamortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.